terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Campanha da Fraternidade será aberta nesta quarta-feira de cinzas


Organizada pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil, a Campanha da Fraternidade 2010 é ecumênica e convoca brasileiros a debater “economia e vida”

“Colaborar na promoção de uma economia a serviço da vida, fundamentada no ideal da cultura da paz, a partir do esforço conjunto das Igrejas Cristãs e de pessoas de boa vontade, para que todos contribuam na construção do bem comum em vista de uma sociedade sem exclusão”.

Este é o objetivo da Campanha da Fraternidade que será aberta em todo o Brasil na quarta-feira de cinzas, 17. A abertura nacional será em Brasília com uma coletiva de imprensa convocada pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), responsável pela Campanha deste ano. A coletiva será às 14h, na Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Brasília, na Quadra 406 Sul. À noite, os presidentes das cinco Igrejas membros do Conic presidirão uma celebração ecumênica no Santuário Dom Bosco, em Brasília, com a presença de fieis de todas as Igrejas cristãs. A celebração será às 19:30h.

Criada pela Igreja Católica em 1964, a Campanha da Fraternidade de 2010 será ecumênica, a exemplo do que ocorreu em 2000 e 2005. Neste ano as Igrejas do Conic propõem uma reflexão sobre o sistema econômico vigente no país, inspirada no versículo bíblico “Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro” (Mt 6,24)

Para divulgar a Campanha foram produzidos cartazes, folders, DVDs além de um livro de 80 páginas, conhecido com o Texto Base, carro chefe de todos os materiais confeccionados. Ele traz todo o conteúdo que deverá ser refletido nas comunidades das Igrejas membros do Conic.

O Texto Base faz uma análise da economia do país e insiste que ela deve estar a serviço da vida. “A economia não é uma estrutura autônoma. Ela faz parte das prioridades políticas. As políticas econômicas e as instituições devem ser julgadas pela maneira delas protegerem ou minarem a vida e a dignidade da pessoa humana, sustentarem ou não as famílias e servirem ao bem comum de toda a sociedade”, diz o texto em seu parágrafo 26.

O Texto sugere também ações concretas a serem assumidas pelas comunidades como, por exemplo, a educação para a solidariedade e uma economia solidária com compromisso social.

A Campanha da Fraternidade é realizada durante toda a quaresma e, no Domingo de Ramos, 28 de março, será feita a Coleta da Solidariedade como gesto concreto da Campanha. Os valores arrecadados serão aplicados em projetos que visem a superação da exclusão social e econômica no país.

Fonte: CNBB

Homem é encontrado morto dentro de casa em Ourolândia


Natanael de Jesus, 62 anos, carinhosamente “Jonas de Zé Vaqueiro”, foi encontrado morto na tarde deste domingo (14), no banheiro da sua residência, no povoado de Bode Assado, município de Ourolândia. O corpo de Jonas foi levado ao Instituto Médico Legal de Jacobina (IML) para necropsia e só a partir daí poderá se revelar a causa, mas presume-se morte natural.
Ele não era visto desde a tarde da última sexta-feira (12), e os vizinhos disseram que estranharam o comportamento de um cachorro que se mostrava inquieto indo e voltando até a casa onde estava o corpo. “Achei esquisito porque a porta da casa de Jonas ficou o dia todo aberta e fui verificar. Quando cheguei perto senti um mau cheiro vindo de dentro aí voltei e fui chamar mais alguém para entrar comigo, daí encontramos ele caído no banheiro”, disse uma testemunha.
Natanael de Jesus era filho de criação dos saudosos José Benigno do Rosário e Maria Aprígia de Jesus. Dentre outros, deixa enlutados, José Carlos Benigno, João Dantas de Carvalho, Tereza Benigna, Jandira Benigna, Geovaldo Benigno, Marieta Benigna, José Benigno, Renério Benigno, Efigênio Dantas, Telma Belitardo, José Carlos da Silva Ribeiro (Branco Cabelereiro), Nivaldina Maria Ribeiro, Valdeci de Jesus, Cilinha do Alazão e toda família Jesus da parte de seus pais biológicos.

Horário de verão termina no próximo domingo


Após 126 dias em vigor, o horário de verão no Brasil termina à zero hora do próximo domingo. Os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão atrasar os relógios em uma hora. Em outubro, ao decretar o horário de verão, o governo estimou que a economia de energia chegaria a 5% nos horários de pico de consumo. Um decreto presidencial determinou, a partir deste ano, o período exato em que o horário diferenciado vai vigorar: começará sempre no terceiro domingo de outubro e terminará sempre no terceiro domingo de fevereiro.

Enquanto rola a festa!

Pai espanca filho de 10 anos com facão
No inicio da tarde de sábado (13/02), foi socorrido até o ambulatório do HDAM, acompanhado de sua mãe a criança de iniciais MGS de apenas 10 anos de idade, residente no centro de Bonfim.
Sua mãe revelou que seu filho foi espancado pelo próprio pai identificado por SILVANO OLIVEIRA, que de posse de facão espancou seu filho deixando hematomas e escoriações nas costas, glúteos e braço esquerdo, a criança foi medicada e liberada.

Homem agredido a golpes de facão em Cariacá
Por voltas das 16h40 min de sábado (13/02), o senhor Afonso Lourenço de 62 anos residente no povoado de Cariacá, foi socorrido até o HDAM, vitima de tentativa de homicídio a golpes de facão sendo lesionado no couro cabeludo com um corte profundo, o autor foi identificado por ARNALDO, segundo informações havia uso de bebida alcoólica no meio da agressão.
A vitima foi medicado e liberado.

Facada também em Andorinha
Na tarde de domingo (14/02), deu entrada no ambulatório do HDAM, o jovem OBENILSON DE OLIVEIRA 20 anos residente em Andorinha, ele foi ferido a golpe de arma branca do tipo peixeira na altura do abdômen.
O autor e os motivos não foram revelados, ele foi medicado e liberado.

Homem transferido vitima de golpes de facão em Bonfim
Em plena noite de domingo de carnaval estava sendo transferido para um outro hospital no município de Juazeiro, JOSÉ CARLOS GOMES CARDOSO (O FEDERAL), 37 anos, residente no bairro Luiz Eduardo Magalhães (Alto do Cigano).
Motivado por rixas antigas a pessoa de pré-nome “TICO” armado com um facão desferiu golpes certeiros atingindo gravemente o antebraço esquerdo danificando tendões, e ainda um outro golpe na mão direita praticamente decepando o dedo indicador.
Devido à gravidade dos ferimentos o Federal foi transferido para Juazeiro

Companheiro mata mulher a foice na Fazenda Maravilha
No inicio do domingo de carnaval, enquanto os blocos carnavalescos desfilavam para um grande público que apreciava o carnáBonfim, na localidade de Fazenda Maravilha, um crime brutal acontecia paralelamente.
Enquanto bebiam juntos os companheiros de muito tempo, Reginaldo da Silva de 38 anos e a domestica Maria do Carmo Reis de 44 anos, o ciúmes tomou conta de Reginaldo que de posse de uma foice desferiu um golpe certeiro e fatal em Maria do Carmo que faleceu no local, e pior ainda o crime aconteceu diante do filho do casal que é menor de idade.
Reginaldo acertou a parte posterior do crânio de Maria do Carmo, enquanto ela estava sentada em um sofá, depois de acertar a cabeça da vitima Reginaldo evadiu-se do local.
A polícia técnica e a SAMU estiveram no local, mas nada pode ser feito.

Jovem morre afogado em Bonfim
No final da tarde desse domingo de carnaval, enquanto tomava banho no Rio da Prata, o jovem THIAGO DE OLIVEIRA DE 19 ANOS, residia na Rua da Missão na Olaria, foi vitima de afogamento, o corpo de bombeiros ainda foi acionado, mas também nada puderam fazer, pois o jovem já estava sem os sinais de vida.

"Atrasa lado" roubam moto próximo ao terminal rodoviário
Na noite do último sábado o moto boy MARCOS ROBERTO OLIVEIRA de 33 anos residente nas pro morar, foi vitima de atrasa lados. Fato se deu quando um elemento não identificado chegou à empresa Disk moto, solicitando uma viagem até o terminal rodoviário.
Ao se aproximarem do ponto final da corrida o passageiro armado com uma faca do tipo peixeira anunciou assalto, o que foi reagido pela vitima o moto boy, que ainda entrou em luta corporal com o assaltante, mas foi contido porque um outro comparsa chegou para ajudar na agressão contra a vitima que foi ferido no pescoço e na orelha além de receber vários golpes com a faca no couro cabeludo, e ainda posteriormente foi amarrado e abandonado em um matagal. Teve sua motocicleta Yamaha YBR na cor vermelha roubada.
Os elementos fugiram e ainda não há pistas de seus paradeiros, a vitima foi atendida no HDAMA, de onde foi medicado e posteriormente liberado.

Bonfim Beleza introduziu mestre-sala e porta-bandeira


Entre outros lugares, a escola de samba de Márcia Cabrita ensaiou na Rua Dom Antonio Monteiro, nos altos e tem 96 componentes, divididos entre 25 instrumentistas, 71 passistas e seis cordeiros – pessoal que segura a corda.


Sai este ano com o tema “Abra a tua janela”, que foi tirado da música da escola, cujo trecho inicial é bem sugestivo: “Abra a tua janela / Veja que coisa bela / Estamos unidos na multidão...”.

Pela primeira vez a Bonfim Beleza teve mestre-sala e porta-bandeira. O Biba, 26 anos, tido como bom passista e a garota Rafaela, de apenas oito aninhos, formarão essa dupla de malabaristas, quesito de importância nos grandes carnavais.


Este ano, as cores da escola serão as do Brasil, verde, azul e amarelo – “predominando o verde que é a cor de minha fantasia”, diz Márcia Cabrita, denotando orgulho. A mais jovem passista, a garotinha Yasmin Vitória, de 3 anos de idade, é uma espécie de mascote da Bonfim Beleza. Nos desfile momescos de domingo e terça-feira Márcia Cabrita e Érika estarão na frente de todos, Cabrita resplandescendo o vestida Èrica vestida a caráter como Rainha, como se fossem abre-alas ou comissão de frente.

O Bonfim Beleza foi às ruas no domingo e na terça-feira gorda do Carnaval.

Bad Boys tem convite de Carlinhos Brown


Este é o 7º ano de vida e fidelidade do Bloco Bad Boys ao carnaval bonfinense. Há semanas, Marcos Eduardo, o popular Eduardo, vem ensaiando o seu bloco na Praça Horacio Muricy e de quando em vez desce da Maravilha pela Lagoa e faz um bordejo pelo centro da cidade. Entre seus 19 músicos de bateria tem três mulheres, uma no repenique e duas no surdo. O repertório do Bad Boys é baseado preferencialmente na timbalada e no reaggae, seus ritmos tradicionais. Por isso, a música Araketo está sempre sendo entoada pelos mais de 80 componentes.

Carlinhos Brown

Essa preferência musical do bloco, na prática não adere ao carnaval raiz marcha/frevo nem aos ritmos lentos do afoxé. Porém são ritmos quentes e próximos do gênero afro, o que certamente abriu caminho para que o Bad Boys tenha recebido convite de Carlinhos Brown para participar deste Carnaval de Salvador durante um dia. “Estou dependendo apenas de alguns detalhes, o presidente dos quilombolas é quem está intermediando o fechamento ou não do contrato”, garantiu Eduardo.

O tema do bloco para 2010 é a Copa do Mundo e as cores serão carregadas de amarelo e azul. O Bad Bois recebeu apoios diversos, até de cervejaria, mas o da prefeitura foi “o mais importante” na palavra do dirigente.

Bateria e instrumentos

São 2 “105” (surdos semi-gigantes) que funcionarão como tambores de marcação; 3 surdos; 3 bumbos que marcarão o ritmo; 4 caixas; 4 repeniques; e 2 tarós.

A Volta do Morro desce da Maravilha com 50 bateristas


A “Escola de Samba a Volta do Morro” sempre tentou dar sentido ao que sugere o seu nome completo: uma escola de samba que tem relação com a tradição de morro que se iniciou no Rio de Janeiro. Dizem ser a única que possui registro legal e sede. Idinho (Valdeildo Serafim da Costa) tem 64 anos, está nela desde 1976 e é o líder. Já viajou com a escola para carnavais e micaretas em diversos municípios: Miguel Calmon, Andorinha, Campo Formoso, Jacobina, Antonio Gonçalves… E até na Igara.

Sempre um empreendimento carnavalesco numeroso, a Volta sai este ano com 108 fantasias, incluindo os seis puxadores de cordas. As alas de passistas e veteranos estão garantidas e 15 crianças formarão em grupo. Porta-estandarte (Lili) e mestre sala fazem parte da composição. Desta vez a escola levará para o palanque oficial as cores rosa e branco. Mas estas tonalidades não significam sua marca anual arraigada. Às vezes a indumentária é confeccionada com outros tons.

Liberar a totalidade de seus músicos e instrumentos para o “Vai quem quer” fazer as manhãs da segunda-feira de Carnaval é um costume lançado pela Volta do Morro há 34 anos atrás. Sua bateria já desceu dos Altos arrastando umas três mil pessoas na gandaia do “Vai quem quer” – que sai livre de qualquer regra, sem cordas, com ou sem fantasia e com foliões de qualquer bloco ou escola. “Dá gosto, mas ultimamente diminuiu muito”, lamenta Idinho. Quando no domingo e na terça-feira A Volta do Morro pintar nas ruas, a Rainha da escola estará na frente e “ao seu lado estarei eu”, fala Idinho.

Bateria e instrumentos

A pancadaria é poderosa: 2 “115”; 2 “105”; 4 bombos redondos; 10 surdos; 10 caixas tarôs; 8 repeniques tamborins; 1 repenique; 3 agogôs; 4 chuás; 2 (duas) caçarolas; 3 reco-recos; e uma cuíca.

Carnabonfim 2010





Bloco da Saudade trás bonecos, bumba-meu-boi e receita pra saudosista


Fundado em 1979 e portanto com 31 anos, o Bloco da Saudade veio ao palco da cultura musical de Senhor do Bonfim pelo espírito organizador de Antonio Carlos Gonçalves dos Santos, o conhecido Toinho, que não toca nenhum instrumento mas doa-se por inteiro para manter o bloco ativo. Ele fala com naturalidade que dirige a entidade desde o início. É no fundo de sua casa, na Lagoa, que as ações acontecem, com seus colaboradores. Ultimamente tem contado bastante com três auxiliares de frente: Alessandra, Jucimar e Lucival, principais coadjuvantes.


O Bloco da Saudade nasceu com apenas um instrumento de sopro mas renovando vai longe. No carnaval de 2009 colocou um bonecão de 2 metros e 30 centímetros de altura e como “deu certo”, este ano o Bloco da Saudade vai mostrar dois bonecos de 2,60m cada um, “maiores e mais profissionais”. O grupo é simpático até pelo nome, e uma referência até fora da folia de Momo. Sai sempre com muita participação. Vai utilizar de 12 componentes para segurar 160 metros de cordas, todos com sua fantasia semelhante em cores aos 160 membros vestidos de verde e amarelo. As cores do Brasil se sobressaem, mas o colorido geral é uma praxe todo ano.


Fazer a execução de frevos e marchinhas de outros tempos é típico do Bloco da Saudade, que satisfaz aos saudosistas também com a apresentação do Bumba-meu-boi. O boi não pode faltar, assegura Toinho. Ele já está sonhando com sua turma chegando o palanque da Praça Dr. Antonio Gonçalves com homens e mulheres animados a cantar e com 75 crianças, todas vestindo abadás e shorts, padronizados no estilo do bloco, mas com as cores bastante misturadas.


Instrumentos


Sopro é a base da sonoridade do Bloco da Saudade. Por isso a sua pancadaria se limita a dois “115” e dois 105”, Parece pouco, no entanto 4 são tambores de eco marcador suficiente para garantir uma ótima percussão. E para saciar a necessidade melódica de carnavalescos nostálgicos, o Bloco da Saudade completa a receita: vai colocar 4 trombones, 2 pistons e 1 sax-tenor.



Afro Olodum mostra bateria, samba no pé e fãs uniformizados


A Afro Olodum tem 10 anos. Foi fundada em 2000 e nasceu da paixão de Babaco (31) pelo carnaval e do seu incontido desejo de dirigir uma escola de samba. Babaco é o cidadão Maicon Rodrigues da Silva, casado com Núbia (29), outra carnavalesca incurável. Nos ensaios ele adverte; “não admito um minuto de atraso”. Nesse ritmo a escola já está com um boa bateria e promete quase 100 figurantes mostrando o que é que a Afro Olodum tem. Os 15 da corda também carregam o estilo e a marca da escola.


A Ala das Baianas terá 10 fantasias, a da Capoeira 15 e a das dançarinas mais de 20. Cada ala se distinguirá pelas cores. Verde, vermelho, amarelo e preto está na tradição da escola. Contudo, neste ano o vermelho e a prata serão mais visíveis no conjunto. A porta-bandeira é Rafaela, que espera brilhar e a Rainha da Bateria será Ciro, que está disposto a dar de si e fazer um show à frente da percussão. A escola tem grande aceitação nos altos, só para fãs já vendeu mais de 60 camisas. “Eles vão ficar fora das cordas, mas querem se identificar com a Afro Olodum”, comenta Babaco.


Bateria


O samba no pé dos passistas da Olodum será ritmado por 29 instrumentos: 6 “105”; 5 caixas; 4 tarós; 7 tamborins; 4 chuás; dois agogôs; e 1 reco-reco.



Os fraldinhas aumentam o bloco e prometem avanços em 2011


Eles apareceram no ano passado com apenas 10 componentes e pareciam ser um grupo avulso, desses que chegam e passam. Porém, neste Carnábonfim 2010, Os fraldinhas tem tudo para se firmar de vez. Estão recebendo adesão (inclusive a de Edneuto Sá) e devem avançar consolidando-se como mais uma atração do Momo bonfinense.


Gilson França, que está na cabeça dessa iniciativa, não esconde que queria algo mais original desde quando o grupo ainda desfilava no bloco As perdidas (do Fenelon). A idéia amadureceu em 2009 e ele e sua turma saíram com aquelas fraldas geriátricas, de bebês, e uma chupeta na boca, nada mais. Todos consideram que além da originalidade a solução de fantasia foi muito simples, prática e barata.


Nas ruas, Os fraldinhas foram alvo de aprovação, Mas segundo Gilson alguns acharam o grupo de ridículos. Na verdade trata-se de uma abordagem inteiramente nova, sem dúvida criativa e própria do contexto burlesco oferecido pelo Carnaval. Com ou sem polêmica, Os fraldinhas têm agora o dobro de filiados (20), “e podemos chegar a 30 ou mais”, admite Gilson.


Em 2009 Os fraldinhas foram atrás dos blocos divertindo os componentes e o publico. Este ano repetirão a dose. Em 2011 virá mais inovação. O grupo pensa em avançar na caracterização e já planeja fazer carrinho-de-bêbe grande, e equipar o bloco com som. De 13 a 35 anos qualquer selecionado pode participar. A simpatia popular está assegurada.



Bloco da Prevenção levar alegria e 10 mil camisinhas ao CarnáBonfim


Essa turma adora entrar no rebolacion corporal e musical do carnaval. Em 2009, enfermeiros e enfermeiras; auxiliares de enfermagem, assistentes sociais e pessoas que não trabalham na saúde, mas querem

ser úteis à sociedade. No ano passado 80 desses prestativos foliões vestiram a camisa do Bloco da Prevenção. Tanto suaram no samba como distribuíram camisinhas.


Frevos e Marchas


Este ano eles vão sair de novo, desta vez com 100 integrantes. O bloco não tem corda, tem um boneco de papelão e vai distribuir 10 mil camisinhas. Eles desfilam puxados por um carro de som executando músicas elaboradas pelo Ministério da Saúde: marchas e frevos com letras direcionadas para o público jovem feminino e para os gays. São estes os grupos mais afetados com doenças transmissíveis como Aids e hepatites virais.


A base do Bloco da Prevenção é o CTA – Centro de Testagem e Aconselhamento – na Rua José Vicente. Em 2009 o grupo ficou conhecido como Mulheres Maduras, porque na época o foco da campanha de prevenção era as mulheres dessa faixa etária.


Bandanas


De acordo com Adenilde Oliveira, assistente social no CTA e folia, o programa carnavalesco do Bloco da Prevenção é patrocinado pelos governos: “Brasil, um país para todos”, “Bahia, terra de todos nós” e “Cuidando da Nossa Gente”. Além das camisinhas, são distribuídos bandanas, garrafinhas de água e bolsinhas com a logomarca da campanha.


Vai-quem-quer


A programação do Vai-quem-quer é fixa. Todas as segundas-feiras do Carnaval o bloco sai às 9:00 horas. Os instrumentos e músicos são basicamente d‘A Volta do Morro. Mas já foram também do Bloco da Saudade e certamente outros podem se agregar. É longa a tradição e o nome indica que a espontaneidade prevalece. Há surpresas e manifestações de toda natureza ocorrem a cada edição.


Nele não há discriminação, origem, rivalidade ou concorrência. Tem percurso de ida e volta. Mas a ordem vem do domínio público: esbaldar-se no percurso até onde houver energia e disposição. Já houve época em que milhares de participantes faziam do Vai-quem-quer uma apoteose ao Momo de Senhor do Bonfim. Nesta segunda-feira 15 veremos o desempenho desse que é um dos pontos altos do Carnábonfim 2009.



Fut-Saia é de saia, virou torneio e tem troféu


No carnaval bonfinense, o futebol de salão disputado por marmanjos vestidos de saia, no Carnaval é antigo. Fenelon jura que foi o primeiro a introduzir esse “uniforme” no jogo. “Eu trouxe de Jaboatão e botei no meu bloco (As perdidas)”. Talvez esteja sendo aberta uma discussão de quem trouxe, como e quando.


Certo é que tem esquema de fut-saia. Os jogos serão na terça-feira pela manhã, na quadra da Praça da Lagoa com a participação de quatro entidades. “Premiação com taças, troféus e cachaça é o que não falta”, diz Toinho, do Bloco da Saudade. O torneio quadrangular está montado com a participação de quatro times: As Depravadas (A Volta do Morro), As Muquiranas (Afro Olodum), As Perdidas (Bonfim Beleza) e As Vírgens (Bloco da Saudade).



Escola de Samba Afro Quilombola já estréia com quatro alas


O caçula do Carnabonfim é a Escola de Samba Afro Quilombola. Ela foi fundada recentemente, mas vai fazer sua primeira aparição com 100 fantasias, 80 homens e 20 mulheres, e um ótimo princípio de organização. Preparou quatro alas: a das Baianas é praxe das escolas de samba e trás 20 figuras, a Ala do Parentesco é uma homenagem a uma dança antiga e bem praticada em Tijuaçu e tem 25 membros, a ala do Corta-cana é outra tradição do lugar, e a Ala da Atitude Feminina (que se auto-explica). Vanildo (dos Santos) é Secretário de Cultura da Associação quilombola e organizador da escola de samba.


Sem corda


“Tive a idéia de fundar a escola na festa do 2 de Julho, em Salvador e ela deve ser um entidade que agregue todas as culturas de origem africana. Ele seus companheiros querem igualdade de presença dos negros em toda e qualquer atividade social. A escola nasce grande mas não tem cordas. Ele acha que a corda gera isolamento e contraria a liberdade. “Quem quiser entrar receberemos, dança com a gente e até aprende a nossa coreografia”, diz.


Trazem as cores verde, vermelho e preto e se apresentam em Bonfim somente no primeiro dia (domingo). A seguir a escola viaja para Salvador onde participarão do Bloco Afro Bacoma, “de orígem banta” na explicação de Vanildo.


Bateria


Dançarinas puxarão o grupo que terá 2 tambores de marcação; 2 timbaus; 2 repeniques; 1 (uma) caixa; e 2 tamborins.


Governo Cuidando da Nossa Gente